SF2I – Guerra dos Seis Dias – Missão #04

Status da Campanha:

A pressão nas frentes egípcia e jordaniana continua, enquanto na frente síria a situação permanece estática. As reações das forças aéreas árabes até o momento foram esporádicas e ineficientes.

Briefing:

A nossa quarta missão, a segunda do dia, é atacar um prédio de comunicações em Jenin, na Cisjordânia.

Este será um vôo curto tornando desnecessários os tanques alijáveis. Os quatro Shahak da esquadrilha, código de chamada “BISON”, estão armados com 4 bombas de 540lbs e dois Shafrir-1 além dos canhões internos.

A decolagem está programada para às 11:32, com o TOT às 11:42 e previsão de pouso as 11:53. Cerca de 20min de vôo no total.

Missão:

Após a decolagem rumamos para o nordeste, para o agrupamento da esquadrilha.

A quantidade de aeronaves em vôo simultaneamente está bastante reduzida, apenas alguns poucos Vantour e Mystère em missões CAS (apoio aéreo aproximado).

Ao chegarmos a Jenin, localizo o prédio de comunicações e inicio o ataque.

Novamente solto as bombas muito antes da hora e elas caem antes do alvo.

BISON 12 destrói o prédio com suas bombas, sem mais nenhum objetivo reúno a esquadrilha para abandonar a área.

É quando eu escuto no rádio o início de uma ofensiva contra Nablus, a poucas milhas ao sul da nossa posição.

Com os canhões ainda totalmente carregados, e os tanques cheios, e o segundo elemento com sua carga completa de bombas, avalio que podemos apoiar o avanço dos tanques.

Localizo os tanques jordanianos, M48 assim como os tanques israelenses que efetuam o ataque.

O que facilita identificar quem é quem, é que os tanques jordanianos estão parados defendendo a posição, enquanto os tanques israelenses sobem o morro.

Efetuo várias passagens de metralhamento, ao mesmo tempo designo ao resto da esquadrilha quais alvos atacar. Sendo beeem camarada, minha pontaria ar-solo pode ser definida como sofrível. Para não dizer um fiasco total. Depois de várias passagens não consigo acertar um único tiro.

BISON14 acaba atingido pela AAA enquanto efetua um ataque e sai com o avião todo esburacado.

A esquadrilha vai sistematicamente eliminando tanque por tanque, ou assim parece, até sobrar um único M-48 jordaniano.

Com o fim da minha munição e a de BISON12, e com BISON14 danificado, resta apenas BISON13, que ainda possui sua carga de bombas. Indico o último tanque e ele se lança ao ataque com as bombas mas sem sucesso.

Aquele tanque vai ficar para as tropas de solo. Reúno novamente a esquadrilha e rumamos para a base onde pousamos sem maiores problemas.

Debriefing:

Definitivamente minha habilidade no ataque ao solo com o Shahak é sofrível, para não dizer um fiasco total. Esta é uma função que eu realmente preciso treinar mais.

Mesmo assim o prédio de comunicações foi completamente destruído por Bison12, além de outro prédio próximo. Eu destruí um terceiro prédio, este bem longe do alvo. Já no ataque aos tanques em Nablus apenas 2 tanques e um veículo anti-aéreo foram contabilizados como destruídos, apesar das várias passagens.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s