IASF – Esquadrão 117

Esquadrão 117 – Ha’Silon Ha’Rishona – O Primeiro Jato

Função: Caça/Reconhecimento/Interceptação

Formado em junho de 1953, na Base Aérea de Ramat David, o esquadrão recebeu seus dois primeiros Meteor T.7 duas semanas depois de iniciar suas atividades e se tornou assim o primeiro esquadrão da IDF/AF a operar aeronaves a jato. Em agosto os primeiros dois exemplares do Meteor F.8 foram entregues. Seu complemento inicial de pilotos era formado por um grupo de experientes pilotos de Mustang do Esquadrão 101.

No período entre 1954 e 1955 normalmente um ou dois pares de Meteor eram destacados para a Base de Hatzor com a função de executar missões de QRA (Quick Reaction Alert – Alerta de Reação Rápida). No início de 1955 mais sete Meteor FR.9 que pertenciam a RAF (Royal Air Force – Real Força Aérea) foram entregues. Destes apenas dois executaram missões de reconhecimento fotográfico, os outros foram modificados para o padrão F.8 e utilizados em missões de superioridade aérea. Em 01 de setembro de 1955 um par de Meteor do destacamento baseado em Hatzor foi responsável pelo abate de dois Vampire egípcios que metralhavam um kibutz no Negev. Continuar lendo

Anúncios

IASF – Força Aérea e Espacial de Israel

Situado à margem oriental do Mar Mediterrâneo, Israel é um dos menores países do mundo e sua história tem sido bastante turbulenta. Sob domínio turco desde 1516, toda a região onde se situa Israel foi conquistada pelo general inglês Allenby em 1917 e teve sua existência formalizada como Palestina. Nessa época sua população era formada por dois grupos distintos, árabes e judeus. Após o fim da Segunda Guerra Mundial a ONU decidiu dividir a região ficando a parte oriental destinada ao novo Estado árabe da Jordânia, ao sul a área chamada de Sinai foi entregue ao império árabe do Egito junto com uma faixa costeira fortificada, a Faixa de Gaza e por fim, a área restante coube à população judia, sendo chamada de Estado de Israel. https://flightlevelzero.wordpress.com/wp-includes/js/tinymce/plugins/wordpress/img/trans.gifAntes que o pavilhão britânico fosse baixado pela última vez, ao anoitecer de 14 de maio de 1948, ataques armados às posições judias misturavam-se gradualmente à guerra aberta, porém os judeus estavam proibidos de formar sua própria força de defesa. Assim foi formada uma força aérea clandestina, a Sherut Avir, que se utilizou de alguns aviões leves que estavam nas mãos dos judeus devido à permissão dos britânicos.

Continuar lendo

SF2I – Guerra dos Seis Dias – Missão #03

Status da Campanha:

Como resultado dos ataques do dia anterior os árabes estão com sérios problemas para reorganizar sua defesa aérea. Apesar da quase inexistência de caças árabes no céu, estes ainda são uma ameaça. Assim, a campanha de bombardeio contra as bases aéreas continua. Em solo o exército está conduzindo ações ofensivas por todo o front egípcio e jordaniano.

Continuar lendo