Microsoft Flight – Colhendo migalhas

Há cerca de um ano atrás a Microsoft anunciou o desenvolvimento da nova versão do seu simulador de voo, agora chamado simplesmente de Microsoft Flight. Segundo divulgado, e consta no FAQ,  a nova versão visa “simplificar a experiência de voo para todos os interessados”.

Se tem uma coisa capaz deixar um simuleteiro mais ressabiado que cachorro na porta do veterinário é associar a palavra fácil a simulação. Toda vez que estas duas palavras se unem a gente só vê um monte de sobrancelha levantando, e o resultado nunca é favorável pro lado simulador.

Seja como for, após uma penca de imagens de dar água na boca a ponto de afogar o teclado o fato é que pouco se sabe sobre o novo produto. Tudo que aparece são pequenos fragmentos de informação que terminam por causar mais desinformação que qualquer outra coisa.

Disseram que a nova versão será uma totalmente nova, não sei porque mas já vi este filme antes, mas pelo que eu pude ler no post do blog Cleared to Engage que comenta sobre uma entrevista com o pessoal da Microsoft na PC Pilot, e conhecendo a evolução do FS, eu diria que a nova versão deve ser versão uma melhorada em relação a última, apesar da MS ter vendido o código fonte para a Lockheed.

E eis que esta semana me deparo com uma chamada no SimHQ para uma entrevista que John Venema, CEO e co-fundador da ORBX, uma desenvolvedora de add-ons para o FS, deu ao blog AirDailyX.

Entre apostas no X-Plane 10 e rumos e projetos da empresa chegamos a pergunta chave, a tradução de pé quebrado é minha:

Airdailyx: Com a lenta agonia do FS9/2004 e todas as incertezas em torno do FLIGHT, você acha que o FSX viverá agora – finalmente – seu grande apogeu?”
John Venema: O FLIGHT não é o que as pessoas estão esperando, ele não competirá com o FSX, ele é uma categoria de simulador completamente diferente. FSX é a plataforma de simulação séria para os hardcore e o será por ao menos 5 a 10 anos, e certamente o hardware agora é capaz de sobrepujar a maioria da falhas do código. Nós também estamos muito excitados sobre o Lockheed Martin’s PREPAR3D, que é construído sobre o FSX e tem um punhado de ex caras da ACES consertando todos os grandes bugs e fazendo-o funcionar com as CPU/GPU atuais. Nós estamos esperando algumas novas modalidades de preço surgirem e então ele se torna uma séria plataforma alternativa para a Orbx e seus clientes.”
Bom é sabido que os grandes desenvolvedores de add-on tem algum tipo de contato com a equipe de desenvolvimento da MS, e também devem ter algum tipo de NDA sobre isto. Então ou este papo serve para manter as vendas de futuros add-ons para o FSX e o FLIGHT vai ser um simulador de certa forma como nós o conhecemos, ou realmente o FLIGHT vai perder uma parte da sua característica de simulador conforme pode ser interpretado a partir do FAQ e do anúncio de um ano atrás, tornando-se o um simlite, ou seja, mantem a dinamica de simulador porém com físicas e sistemas simplificados.
Interessante notar a referência ao PREPAR3D, mas este ainda tem que baixar muito o preço porque 500 obamas não são para qualquer um.
Confirmando-se a segunda hipótese,  e o PREPAR3D continuando na faixa que está hoje, felizmente temos o X-Plane, com qual eu particularmente venho flertando a distância já há algum tempo. E porque não dizer, o próprio FSX que ainda tem muita estrada pela frente.
Por enquanto eu vou voando no meu FS9 velho de guerra.
Façam suas apostas senhores….