“LaGarbage”

A inspiração para este voo veio de um post do Capt. Chris Manno em seu blog, relativo a sua escala de voos para uma determinada semana. Existem vários aeroportos ao redor do mundo onde a operação exige uma atenção extra. No Brasil nós podemos citar os aeroportos Santos Dumond/RJ e Congonhas/SP apenas para ficarmos nas duas maiores cidades. LaGuardia, ou “LaGarbage” (algo como A Lixeira) como é chamado pelo Capt. Manno, seria o equivalente nova-iorquino destes dois aeroportos brasileiros.

Alvorada em baixo de chuva em KORD

O voo foi feito com o Boeing 737-800 da PMDG, nas cores da American Airlines, voo AAL 398 na rota  KORD (Chicago O’Hare) para KLGA (La Guardia). Com um total de 155 passageiros a bordo, mais bagagens e carga, nosso Peso sem Combustível (ZFW) é de 69346 kg, somando os 8147 kg de combustível temos um peso de decolagem de 77495 kg. Isto é 98% do peso máximo de decolagem do 737-800.

Acionando os motores

O plano IFR  para este voo foi: KORD MOBLE ADIME GERBS J146 ETG MIP3 KLGA. Voamos no FL390 (39000 pés) e a duração prevista do voo era de 01:38.  O tempo no momento da decolagem de KORD era de ventos a 070 com 9 nós, visibilidade maior que 10 km, poucas nuvens a 4600 pés, esparsas a 11000 pés e nublado a 15000 pés. A temperatura de agradáveis 20 graus. Decolagem da pista  32L, seguindo a saída O’Hare 5 com transição no fixo MOBLE.

Livre decolagem

O tráfego intenso do início da manhã acabou atrasando a decolagem em cerca de 20 minutos. Tenho que planejar melhor a hora de sair do gate no futuro.  Após a decolagem, seguindo instruções do controlador do próprio FS, curva a direita na proa de MOBLE e subindo inicialmente para 7000 pés.

As nuvens que estavam lavando O'Hare

A não ser por uma leve turbulência na subida o voo transcorre tranquilo. Ao atingir o ponto ideal de descida, e sabendo que o controlador de voo do FS faz uma verdadeira lambança na vetoração para aproximação, vou solicitando níveis mais baixos para retardar ao máximo a vetoração.

O vento de cauda deveria ajudar no consumo

Ainda assim, quando o controlador do FS começa me vetorar para o pouso eu sou obrigado a cancelar o plano IFR, apesar de continuar  a segui-l0. É claro que isto foge completamente do que seria feito na vida real, mas salvo um ou dois casos, na vida real os controladores não direcionam os aviões para dentro de montanhas. Na simulação algumas adaptações em relação ao mundo real por vezes se fazem necessárias.

Final da 04 de KLGA

Seguindo a STAR MILTON3 para aproximação e pouso seguindo o ILS da pista 04 de LaGuardia. Após o pouso livramos a pista na penúltima intersecção. Para “frustração” das duas aeronaves na cabeceira esperando para decolar.

Aguardando o próximo voo

Esta foi a segunda vez que eu faço um voo para LaGuardia. Da primeira, com um Learjet 60, fui obrigado a alternar devido ao mau tempo. Apesar do pouso bem sucedido duas coisas me incomodaram neste voo, o atraso na hora da decolagem e o consumo de combustível excessivo, cerca de 1000 kg de combustível além do previsto, mesmo com vento a favor.

Outras imagens em B737 – AL398

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s